Com descontos entre 10 e 80%, Oficina do Pijama inicia temporada de promoções

Mayra Jordão 1 Comentários 9 de janeiro de 2016

Foto

Por Eliana Sonja Rotundaro.

Para compras maiores, cliente ganha mais desconto

Com o sugestivo mote “Não durma no ponto”, a Oficina do Pijama, confecção do "pólo mineiro" de moda íntima (Juruaia), já deu início à grande promoção anual de seus produtos. “Esse Outlet é, sem dúvida, o maior que a Oficina do Pijama já realizou em toda a sua história. São peças lindas, modernas e confortáveis com preços que variam de R$ 0,90 (calcinhas avulsas) a R$ 49,90 (pijamas de inverno). Por isso, não dá para perder de jeito nenhum a promoção”, diz Sidinéia Ribeiro, sócia-proprietária da marca.

A confecção oferece peças para toda a família e a maioria dos produtos está com os preços na faixa de R$ 13,90 a R$ 19,90. “Além dos preços já baixos, quem fizer compras acima de R$ 500 e R$ 1.000 irá ganhar descontos de 5% e 10%, respectivamente, independente da forma de pagamento. É um estímulo a mais para que os clientes tenham uma excelente oportunidade de negócios com um ótimo custo/benefício, já que as peças da marca oferecem muita qualidade”, diz Ribeiro.

imagem_release_569463

O Outlet 2016 da Oficina do Pijama já teve início e irá até dia 30 de janeiro (exceto aos domingos). Mais informações podem ser obtidas pelo contato@oficinadopijama.com.br.

 

Eliana Sonja Rotundaro é Jornalista com especialização em Marketing, atua há 15 anos na área de comunicação e é Assessora de Imprensa de várias empresas da região Sul Mineira. Casada (e muito bem casada), sem filhos, tia de um adolescente muito lindo (que é muito paparicado), tem a família como o seu esteio.

1 comentários

Gilséa Jordão David.

11/01/2016
Responder

Vou fazer o possível para comprar uns pijamas para a família toda. Adorei os modelinhos que vi e imagino que devem ter muitos mais. Já comprei pijamas em Juruaia, agora tendo um outleet da Oficina do Pijama vou combinar com minhas amigas para aproveitarmos esta excelente promoção, vale a pena.

Deixe um comentário