Resgate seus valores

Elaine Quintiliano 1 Comentários 28 de outubro de 2015

Foto Edna (1)

Por Edna Custódio.

Olá amigos, Paz e bem!

Um dia desses estava eu observando e ouvindo minha mãe e minha tia conversando – 80 e 90 anos respectivamente. E era nítida a satisfação, alegria, harmonia e serenidade da prosa – estava estampado no rosto, no olhar, no riso e na postura delas. Falavam dos tempos em que eram adolescentes... (adolescência é a fase que marca a transição entre a infância e a idade adulta, ou seja, fase em que as referencias de caráter e conduta, bem como princípios e valores influenciam na formação e desenvolvimento da pessoa e do profissional de amanhã).

Ainda existe adolescência hoje em dia? O tempo está passando tão rápido e as mudanças, neste mundo informatizado acontecem com tanta rapidez que percebo que as pessoas estão pulando etapas preciosas da vida.

Mas, voltando a conversa: elas recordavam dos domingos em que toda a família caminhava para a Igreja, para todos juntos, participarem da missa ou do culto e, após as celebrações, se reuniam na praça para partilhar a vida da semana: os homens falavam sobre negócios, pescaria, futebol, notícias, lavoura e comercio... as mulheres trocavam receitas de todos os tipos, para a saúde, educação dos filhos, artesanato, culinária... os jovens caminhavam calmamente, trocavam olhares, sorrisos e falavam sobre trabalho, estudos e sonhos enquanto as crianças, livres e sem medos, se divertiam correndo e brincando nos jardins. Após algum tempo todos se cumprimentavam, desejavam boa semana, se abraçavam e caminhavam tranquilos e felizes devolta pra casa ou então terminariam o dia na casa de amigos e construiriam mais histórias que confortam o coração.

Agradeço por esse momento de recordação e belo exemplo de convivência humana saudável.

E hoje... seria pedir muito que redescobríssemos valores “daquele tempo”, e praticássemos “novas atitudes” como um olhar compreensivo, um sorriso sincero, um aperto de mão, um abraço amigo... e vivenciássemos “novos estilos” como honestidade, justiça, solidariedade e amor?

Vamos refletir?

Edna Aparecida Duarte Custódio – psicopedagoga com especialização em gestão de pessoas e de projetos. Professora universitária, consultora organizacional nas áreas de recursos humanos e planejamento estratégico. Filha, irmã, tia “coruja”, mãe “de coração” e amiga.

1 comentários

Janilton Gabriel de Souza

28/10/2015
Responder

Verdade Edna deveriam existir coisas ou valores cultivados, antigamente, que deveriam estar presentes hoje. Antes se plantava árvores, hoje se corta elas. Há alguns poucos plantando, espero, assim como você, que isso vigore bem mais. Parabéns pelo artigo!!!

Deixe um comentário