Transformando sonhos em realidade. Navagio Beach, Zakynthos (GRÉCIA)

Mayra Jordão 1 Comentários 11 de janeiro de 2016

12240050_552835868199622_4125336296089670852_nPor Mayke Moraes.

Quando ainda erroneamente achava que para viajar pelo mundo era preciso ser rico ou filhinho de papai, eu “perdia” bastante tempo em devaneios, me entorpecendo e delirando com imagens paradisíacas de vários países encontradas na Internet e revistas de viagens. Sempre imaginando se algum dia colocaria os pés em, pelo menos, um deles.

De todos esses lugares e imagens pesquisadas e admiradas ao longo dos anos, um em especial me marcou. A imagem da bela e surreal praia de Zakynthos, na GRÉCIA. Prometi, então a mim mesmo, que um dia visitaria aquela praia e veria com meus próprios olhos, do mesmo ângulo daquelas fotos incríveis exibidas na Internet. A imagem dessa praia foi uma das primeiras que compartilhei na minha página 3 anos atrás e desde então, ela insistia em permanecer no meu subconsciente, dando cores em vários dos meus sonhos.

Então, há alguns meses, explorando meu país de número 54, visitei esse lugar. Admirei a paisagem do mesmo ângulo das fotos que tanto admirava. Bati fotos com os olhos, bati fotos de verdade, respirei fundo e agradeci. Agradeci as energias positivas que sinto receber do mundo e daqueles que me querem bem e agradeci também a mim mesmo, por ser responsável pela minha felicidade e principalmente pelas escolhas que fiz na vida.

12347971_557280807755128_6256541494846401282_n

VIVENDO o sonho, foi assim que me senti!

A foto da matéria e várias outras, podem ser encontradas também no Blog do Mayke (1000 destinos antes de morrer).

11913983_522509731232236_7374598904367916453_n

Mayke Moraes é brasileiro, mineiro, solteiro, flamenguista e apaixonado por viagens, desde que se entende por gente. Fissurado em comidas bizarras, exóticas e nojentas para alguns. Sem apegos materiais e emocionais, carrega consigo, além da mochila um único sonho, o de visitar e explorar 100 nações. Mora fora do Brasil desde 2008, tem uma vida nômade, onde graças a muito suor e diferentes trabalhos continua realizando seu grande sonho de explorar o globo, já tendo visitado e explorado 54 países e centenas de cidades, sempre com pouco dinheiro e muita vontade, inspirando e motivando aqueles que erroneamente acreditam que é preciso ser rico para viajar o mundo.

1 comentários

Marcela david

16/02/2016
Responder

Interessante!!!porém não funciona assim pra todo mundo,tem a questão de segurança,conforto e solidão! Se VC se jogar no mundo sozinho! Pode não ser um sonho coletivo.Entretanto viajar e conhecer Países,lugares lindos,históricos,é uma das melhores coisas da vida!

Deixe um comentário